Blog

O impressionante efeito dos juros compostos

O impressionante efeito dos juros compostos

Antes de falarmos sobre os juros compostos, seja sincero ao responder estas perguntas:

  • Você tem feito algo para dispor de muito dinheiro na velhice?
  • Você imagina que uma quantia considerada pequena hoje não fará diferença para você no futuro?

Se você respondeu não para alguma destas perguntas, você precisa aprender o conceito dos juros compostos!

Juros compostos – Conceito e características

Caro investidor, os juros compostos podem ser seu grande aliado. Depois de ler este artigo você reconhecerá que ele pode fazer muito por seus investimentos. Isso porque os juros compostos têm o poder de ampliar consideravelmente o valor de qualquer soma discreta. Em contrapartida, se você tem alguma dívida, eles podem ampliar rapidamente o tamanho dela.

Juros compostos se diferenciam dos juros simples porque são juros calculados em cima de juros acumulados, ou juros sobre juros, como são popularmente mencionados. Há quem diga que os juros compostos existem para nos ajudar a realizar sonhos, que sem sua existência eles estariam fora do alcance. Em outras palavras, “são terríveis para quem pega emprestado e impressionantes para quem empresta”.

 

Nos ativos disponíveis no mercado financeiro são adotados os juros compostos, tanto em investimentos em renda fixa (CDB – Certificado de depósito bancário, LCI – Letras de crédito imobilliário, LCA – Letras de crédito do agronegócio e tesouro direto), como também nos investimentos em ações e fundos imobiliários.

Dos ativos citados acima, o CDB (comprovante de depósito bancário) é um dos investimentos mais conhecidos. Emitido pelos bancos, eles tem taxas prefixadas, por exemplo, de 12% ao ano.

Caso precise, alguns sites disponibilizam online um simulador de juros compostos. Nestes simuladores é possível prever os ganhos em investimentos com caderneta de poupança, títulos do Tesouro Direto, fundos de renda fixa, títulos como CDB, LCI LCA ou outro tipo de aplicação financeira. Estes simuladores também calculam juros de empréstimos e financiamentos.

Características dos juros compostos:

  • Rendem somente no vencimento da aplicação;
  • São calculados em cima do capital e rendimento anterior, possibilitando juros maiores no próximo mês, crescendo mais rapidamente;
  • Resumindo a seguir, a fórmula do montante da aplicação com juros:

M = C x (1 +i) t

Em que M: montante; C: capital aplicado inicialmente; i: taxa de juros, escrita na forma decimal (exemplo: se for 5%, dividir 5/100), t: tempo em períodos em que o capital inicial foi aplicado.

Falando em curto prazo, o dinheiro rende pouco. Se você investir um valor de R$1000 com 6% de juros, serão cerca de R$50 ao ano. Mas para quem precisa do dinheiro não vale a pena deixar R$1000 parado para render R$50.

O foco deve estar em longo prazo, ou seja, após 20 ou 30 anos. Ao término deste período o montante será consideravelmente maior.

Para efeito de exemplo, partimos de um investimento inicial de R$5.000, poupado por 30 anos sem realizar qualquer retirada, e aplicando juros de 8% ao ano. Ao término deste período serão mais de R$54 mil acumulados!

Nos anos iniciais o crescimento é pequeno, mas ao longo dos anos o crescimento será mais rápido com o passar do tempo.

Caso queira desfrutar dos juros compostos, inicie o quanto antes a investir.

Faça as contas: juros simples são interessantes se você tem um capital que não precisará a curto prazo invista agora!

Os juros compostos trabalham para você

  • Eleja uma aplicação com retorno mensal bem interessante;
  • Contribua regularmente com quantias e priorize esta ação;
  • Tenha paciência para não desintegrar o montante, o ideal é esquecer que este dinheiro esteja lá guardado (como falamos anteriormente, o resultado aparecerá em longo prazo, depois de vários anos). Bons investidores veem nestas aplicações duas boas oportunidades: uma em cada quantia poupada (não gasta por qualquer motivo) e outra porque este dinheiro será no futuro recuperado com um acréscimo;
  • Quanto maior for o rendimento de suas aplicações, mais rápido se patrimônio se multiplicará com o tempo. E quanto maior a quantia investida, maior será o efeito do juro sobre juros;
  • Aprenda a investir em títulos públicos como LCA, LCI e CDB que tem juros acima da média.

 

Economizando todos os meses

Comece a poupar dinheiro agora mesmo

É a realidade: a maior parte das pessoas não conseguem economizar dinheiro. Começam a poupar, repetem por uns dois meses e depois param, tornando este feito uma tentativa frustrante.

Pessoas enganam a si mesmas quando pensam que ganhar pouco é empecilho para poupar. Idealizam que quando atingirem um salário maior irão poupar, e quando recebem o aumento de salário aumentam o custo de vida e adiam a adoção a este compromisso de poupar.

Na verdade, independente do salário, é possível economizar todos os meses.  A seguir, contamos como você conseguirá fazer isso.

 Alta renda não significa riqueza, pelo contrário. Ganhar mais em geral faz com que as pessoas elevem seu padrão de vida proporcionalmente ou a um nível até maior do que seu aumento.

Por isso, a hora de poupar é agora! Se sua renda é pequena, mude seus hábitos financeiros, organize seus custos, e caso tenha um aumento no futuro estará praticando tudo certo. A seguir os passos para a economia:

Pague-se primeiro: na tentativa de economizar, muitos são adeptos à economia até dos centavos. E quando se dão por conta, no fim de um mês não pouparam quase nada. Essas pessoas não sabem o que fizeram de errado quando tentaram poupar o excedente de seus salários. O errado foi justamente poupar somente o que sobra do salário.

Economia dos centavos não leva a lugar algum. Deve-se economizar primeiro

Pois bem, o que essas pessoas precisam fazer é se pagar primeiro (guarde o dinheiro), economizando primeiro para pagar os outros depois (pagar contas). E, caso o que sobrar não for suficiente para manter seu padrão de vida, é porque é momento de viver abaixo de seus rendimentos (ambiente que simula a escassez). Essa quebra de paradigma é a forma mais fácil de poupar todos os meses, e surpreendentemente é adotada por milionários.

Comece tentando poupar 10% de sua renda. Se não for possível, tente pelo menos 1% e vá aumentando na medida do possível.

 

Conclusão

Apesar de não trazer resultados em curto prazo, aplicações com juros compostos poderão nos deixam em um patamar financeiro melhor no futuro.

Porém, é preciso muito cuidado com os juros compostos em empréstimos e financiamentos de longo prazo, pois caso você tenha dívidas, eles influenciarão negativamente sua finança.

Caso reconheça que hoje não é possível realizar nenhuma aplicação, deixe de gastar, só assim conseguirá destinar parte de sua renda para algum investimento.

Comece a investir assim que possível e tenha sempre o hábito saudável de gastar menos do que você ganha.

 

 

 

 

 

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *